Técnicos destacam resultados do primeiro Camp com novos talentos da base

Publicado em: 20/01/2020 10:54
?20200225123155
Grupos masculino e feminino posam para foto no CDV, em Saquarema (Créditos: Renan Rodrigues/CBV)

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 20.01.2019

Os trabalhos com as seleções de base de vôlei de praia já começaram em 2020 visando as principais competições. Nesta segunda-feira (20.01), foi concluído o primeiro ‘Camp’ para as jovens promessas da modalidade, que treinaram desde o último dia 12 de janeiro no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ). Ao todo, 18 meninos e 17 meninas participaram das atividades, sendo observados de perto pelas comissões técnicas.

A rotina foi a mesma das duplas adultas que treinavam ao lado – Ágatha/Duda (PR/SE) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF), que representarão o Brasil nos Jogos Olímpicos de 2020. Treinamento com bola, utilizando a estrutura de seis quadras disponíveis em Saquarema, parte física na academia com equipamentos modernos, fisioterapia, alimentação e muito estudo.

Para o técnico da seleção masculina de base de vôlei de praia, Robson Xavier, a estrutura otimiza o tempo, permitindo descanso rápido e concentração exclusiva na modalidade.

“Os jovens almejam conhecer o CDV, só de estarem aqui já é um grande estímulo para eles. Aqui encontramos toda estrutura necessária para o desenvolvimento, quartos excelentes, com ar condicionado, alimentação perfeita, estrutura de quadra muito boa. Eles estão aqui só para jogar vôlei, pensam em voleibol 24 horas por dia. A melhoria deles em uma semana é visível, e voltam aos seus centros de treinamento motivados, querendo crescer mais”, disse.

O técnico Marcelo Carvalhaes, o ‘Big’, responsável pela seleção feminina de base, também destacou a importância do Camp. Ele destaca que os períodos de treinamento concentrados em Saquarema (RJ) já vêm sendo realizados com ótimos resultados nos últimos anos.

“O Camp é uma atividade que sempre rende ótimos frutos, estamos sempre buscando esses períodos de trabalho para que possamos acompanhar os jovens de perto. Temos um grupo Sub-17 e um grupo Sub-19. São meninas novas, altas, algumas mais jovem foram até promovidas para a categoria de cima. Boa parte delas foi observada desde 2018, participando de Camps em 2019”, disse Big, que completou.

“Estamos em contato com seus técnicos, acompanhando o trabalho nos seus centros de treinamento. Aqui elas possuem o tempo otimizado, não precisam se deslocar, não se preocupam com alimentação. Elas passam por treinamentos com bola, parte física, fisioterapia, sentindo como é a rotina de uma seleção de vôlei de praia adulta. Elas estão atendendo muito bem ao que era esperado”.

Este é o quinto ano consecutivo que a CBV realiza o camp de vôlei de praia. Os mais jovens serão desenvolvidos para os jogos Pan-Americanos da Juventude, em 2021, na Colômbia, e os Jogos Olímpicos da Juventude, em 2022, no Senegal. Já os mais velhos participam de testes para identificar o potencial e formar duplas para a disputa do Mundial sub-19, que acontece em setembro, na Tailândia. A convocação dos atletas se deu por observações em peneiras em todas as regiões do Brasil, bem como participações anteriores em laboratórios no CDV.

“Alguns meninos estão participando do Camp pela primeira vez, enquanto outros já estão participando desde o ano passado. São jovens observados em peneiras que fizemos por todo o país em 2019, por mais de dez cidades. Estamos trabalhando com foco no Mundial Sub-19, neste ano, e aos Jogos Olímpicos da Juventude, em 2022. Temos um grupo mais jovem, com meninos de 14, 15 anos, onde passamos as noções mais iniciais, e outro grupo com atletas nascidos em 2002 e 2003, com um trabalho mais intenso, de rendimento. Neste período estamos avaliando o trabalho em equipe, como eles reagem aos treinos, noções táticas. É um trabalho contínuo e de longo prazo”, completou Robson Xavier.

A comissão técnica que participa dos treinamentos também conta com Ariel Uchoa, Leonardo Santos, Celso Jantorno, Giuliano Sucupira e Caio Bruno Lopes. Os jovens também tiveram em Saquarema a possibilidade de estarem em contato com os ídolos, casos das duplas de vôlei de praia adultas que treinam no mesmo espaço. Ainda em 2020 outros camps serão realizados, com datas que serão divulgadas em breve.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais