Brasil é superado pela Argentina em Santa Rita do Sapucaí (MG)

Publicado em: 07/07/2019 22:05
Último amistoso da série acontece nesta segunda, contra a China (Créditos: Renan Rodrigues/CBV)

Em Santa Rita do Sapucaí (MG) – 07.07.2019

A seleção brasileira feminina sub-20 acabou superada pela Argentina na noite deste domingo (07.07), por 3 sets a 2 (21/25, 25/21, 25/17, 16/25 e 12/15), em amistoso realizado na cidade de Santa Rita do Sapucaí (MG), no ginásio do Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações). O grupo finaliza a disputa nesta segunda-feira (08.07), contra a equipe da China, às 20h (de Brasília) pela última partida do Desafio Internacional.

A partida contou com uma troca de domínio das duas seleções, com o Brasil dominando o segundo e terceiro sets, mas tendo dificuldades no passe no quarto e quinto. O técnico Hairton Cabral analisou o desempenho do time, mas também lembrou que os amistosos são oportunidade para testar o grupo, variações e alternativas visando o Campeonato Mundial Sub-20, que começa já na próxima semana, no México.

“Pecamos um pouco na concentração, não entramos com a determinação necessária para vencer o jogo. Evoluímos nos segundo e terceiro sets, mas, a partir do quarto set, as meninas acharam que a Argentina não iria mais correr. Elas não tinham o que perder e cresceram no confronto. Faltou voltar para o jogo, não tivemos uma reação contínua para poder finalizar a partida, para um jogo desse, temos que estar 100% ligados”, disse Hairton, que completou.

“Claro que sempre queremos ganhar um clássico, mas tinha que fazer testes com nossa central, pensando na melhor colocação de bloqueio para enfrentar a República Dominicana. Fizemos a inversão do 5-1, deu certo. Temos que aproveitar esses jogos, observar e tirar as dúvidas finais visando o principal objetivo”, declarou o treinador.

A estreia brasileira no Campeonato Mundial Sub-20 acontece no dia 12 de julho, contra a República Dominicana. O país também enfrenta na primeira fase as seleções do Japão e Ruanda. O Brasil é o maior campeão da categoria, com 13 medalhas, sendo seis de ouro.

O Jogo

A Argentina começou a partida pressionando no saque, dificultando a virada de bola do time brasileiro. Com mais regularidade no ataque, a equipe adversária abriu 8 a 4, forçando pedido de tempo do técnico Hairton Cabral. O Brasil tentou reagir com boa passagem da central Daniella Seibt, anotando 16 a 21. A Argentina pediu tempo, e, apesar da melhor do Brasil, conseguiu administrar a vantagem para fechar por 25 a 21 bola explorando bloqueio.

O bom final de primeiro set foi seguido na segunda parcial. Errando bem menos, o Brasil abriu 7 a 2. Aos poucos, porém, o bloqueio argentino voltou a incomodar, mas a equipe brasileira retomou o controle com bons ataques de Ana Cristina, anotando 15 a 12. A levantadora Rose e a oposta Jheovana entraram e mantiveram o ritmo na virada de bola, ajudando o Brasil a fechar o segundo set por 25 a 21 após um ace de Ana Cristina.

O time brasileiro iniciou o terceiro set pressionando no saque, abrindo 7 a 4 e forçando pedido de tempo da Argentina. Mantendo o controle, o time brasileiro ampliou a vantagem variando os ataques, utilizando as ponteiras Julia Bergamnn e Ana Cristina, e a oposto Kisy. A seleção abriu 14 a 7 e continuou dominando, até fechar a parcial por 25 a 17 em ataque de Bergmann.

O quarto set foi muito acirrado, com o Brasil abrindo vantagem, mas sofrendo a virada da Argentina: 11 a 8 e pedido de tempo de Hairton Cabral. Tendo dificuldades no passe, a virada de bola brasileira era ineficiente, fazendo com que a desvantagem aumentasse mais: 17 a 10 e nova parada do treinador. Administrando, a Argentina fechou o set por 25 a 16.

As duas equipes começaram trocando vantagem mínima, até que as argentinas abriram 7 a 5 em contra-ataque. Em erro da Argentina, o Brasil empatou a partida: 8 a 8, mas logo em seguida as adversárias retomaram e abriram três pontos de frente. Com dificuldades na virada, o Brasil deixou o placar escapar e viu as argentinas fecharem o duelo por 15 a 12.

A seleção brasileira feminina sub-20 entra em quadra novamente nesta segunda-feira, às 20h (de Brasília), contra a equipe da China, pela terceira e última rodada do Desafio. A seleção da China perdeu as duas primeiras partidas, primeiro para a Argentina, e neste domingo para a Turquia, por 3 sets a 0 (25/20, 25/23, 25/23). 

A seleção brasileira começou a partida com a levantadora Kenya, a oposta Kisy, as centrais Laura Kudies e Daniela Seibt, as ponteiras Julia Bergmann e Ana Cristina, e a líbero Letícia Moura. A Argentina começou a partida com a levantadora Mayer, a oposta Cugno, as ponteiras Salinas e Delucchim, as centrais Farriol e Almeyda, e a líbero Castro.

Brasil – Kenya, Kisy, Julia Bergmann, Ana Cristina, Laura Kudies e Daniella Seibt. Líbero – Letícia Moura 
Entraram: Rose, Jheovana, Mayara, Julia Judies
Técnico – Hairton Cabral

DESAFIO INTERNACIONAL DE VOLEIBOL 

06.07 - Argentina 3 x 2 China - 26/24, 25/23, 15/25, 20/25, 12/15
06.07 - Brasil 3 x 0 Turquia - 25/15, 25/18, 25/16

07.07 - China 0 x 3 Turquia - 20/25, 23/25, 23/25
07.07 - Brasil 2 x 3 Argentina - 21/25, 25/21, 25/17, 16/25 e 12/15 

08.07 - Turquia x Argentina -18h 
08.07 - Brasil x China -20h

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais