Brasil supera a Turquia na estreia do Desafio Internacional de Voleibol

Publicado em: 06/07/2019 21:39
Brasil superou a Turquia por 3 sets a 0 (Créditos: Daniel Souza/Divulgação)

Em Santa Rita do Sapucaí (MG) – 06.07.2019

A seleção brasileira feminina Sub-20 venceu a Turquia por 3 sets a 0 (25/15, 25/18, 25/16) na estreia do Desafio Internacional de Voleibol, na noite deste sábado (06.07), em Santa Rita do Sapucaí (MG). O grupo comandado pelo técnico Hairton Cabral, que segue em reta final de preparação para o Campeonato Mundial Sub-20, contou com apoio da torcida mineira no ginásio do Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações).

A equipe comandou a partida praticamente em todos os momentos, contando com bons ataques de Kisy e um sistema defensivo forte, com diversos pontos de bloqueio. O técnico Hairton Cabral analisou a vitória e a Argentina, próxima adversária do Brasil.

“Apesar de ser uma estreia, não sentimos tanto nervosismo como esperávamos, elas se comportaram bem. Inclusive no segundo set, tivemos 13 erros, mas soubemos retomar e pressionar a equipe deles. Viemos com uma determinação no saque, sacar na posição 1 para montar o bloqueio na entrada. E é o que faremos contra a República Dominicana, adversária no Campeonato Mundial Sub-20, um jogo forte pela entrada de rede. Gostei bastante para o primeiro jogo”, analisou Hairton, que completou.

“Amanhã vamos enfrentar uma equipe que tem mais volume, um time mais ‘manhoso’. Uma levantadora muito habilidosa, consegue distribuir bem. Elas jogaram os dois primeiros sets contra a China de igual para igual, pecaram um pouco na finalização. Mas quando tiveram a oportunidade, viraram e venceram as atuais campeãs mundiais sub-20. Será um belo jogo”, disse o treinador da seleção brasileira sub-20.

Julia Bergmann, que deu números finais ao confronto, também analisou a vitória brasileira, destacando a capacidade do grupo em superar momentos difíceis no segundo set.

“É nosso primeiro jogo com a equipe realmente definida, ainda falta um pouquinho de entrosamento, isso é natural, mas os amistosos serão bons para testarmos novas jogadas, combinações. Erramos um pouco mais no começo dos sets, mas conseguimos ajustar o saque e reduzir o número de erros para nos recuperarmos”, destacou a ponteira.

A seleção brasileira feminina sub-20 entra em quadra novamente neste domingo, às 19h (de Brasília), contra a equipe da Argentina, pela segunda rodada do Desafio. A seleção da Argentina que estrou com vitória de virada sobre a China na estreia, também neste sábado, por 3 sets a 2 (26/24, 25/23, 15/25, 20/25, 12/15).  

O Jogo

A partida começou equilibrada, com os times trocando a liderança no placar no início. O bloqueio, então, passou a fazer a diferença, com a equipe brasileira abrindo 12 a 9 após três pontos seguidos no fundamento, fazendo o técnico da Turquia pedir tempo. Não adiantou, com ótima passagem de Bergmann no saque, e Kisy inspirada na virada de bola, o Brasil chegou a abrir 17 a 10, fechando a parcial por 25 a 15 em ataque de Bergmann.

O segundo set começou com o Brasil tendo dificuldades no passe e a Turquia abrindo 5 a 2. A equipe comandada por Hairton Cabral ajustou a recepção e sistema defensivo e virou o placar, mas o duelo seguiu parelho. O Brasil conseguiu abrir 17 a 15 e as turcas pediram tempo, mas não adiantou. Mais eficiente no saque e na virada de bola, o Brasil dominou a reta final e fechou o set por 25 a 18, em saque para fora da Turquia.

A equipe turca iniciou a terceira parcial colocando pressão no saque, abrindo 5 a 2 e forçando pedido de tempo do Brasil. Boa passagem de Kisy no saque permitiu que o Brasil virasse o placar: 8 a 6 e pedido de tempo da Turquia. Novamente o saque brasileiro fez a diferença e a equipe passou a dominar a parcial, fechando o jogo por 25 a 16 com ataque na entrada de rede de Julia Bergmann.

A seleção brasileira começou a partida com a levantadora Kenya, a oposta Kisy, as centrais Laura Kudies e Daniella Seibt, as ponteiras Julia Bergmann e Ana Cristina e a líbero Letícia Moura. Entraram também as levantadoras Rose, a central Julia Kudies e a oposta Jheovana. Já a Turquia entrou em quadra com Kafkas, Erginbas, Demirel, Erkek, Isik, Cebecioglu e a líbero Kurt.

Brasil – Kenya, Kisy, Julia Bergmann, Ana Cristina, Laura Kudies e Daniella Seibt. Líbero – Letícia Moura 
Entraram: Rose, Julia Kudies e Jheovana
Técnico – Hairton Cabral

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais