Semifinalistas buscam bons desempenhos na fase final

Publicado em: 30/01/2019 15:39
Osasco-Audax é o atual campeão da Copa Brasil (Créditos: João Pires/Fotojump )

A cidade de Gramado (RS) reunirá a elite do voleibol brasileiro para a fase final da Copa Brasil feminina de vôlei 2019. Nesta sexta-feira (01.02) acontecerão as semifinais da competição. O Dentil/Praia Clube (MG) jogará com o Sesi Vôlei Bauru (SP), às 19h30. Na sequência, às 21h30, o Minas Tênis Clube (MG) medirá forças com o Osasco-Audax (SP). Os jogos acontecerão no ginásio Perinão e terão transmissão ao vivo do SporTV 2.

A final da Copa Brasil feminina 2019 será realizada no sábado (02.02), às 21h30, também com transmissão ao vivo do SporTV 2.

No primeiro duelo das semifinais, o Dentil/Praia Clube, vice-campeão do ano passado, enfrentará o Sesi Vôlei Bauru, que eliminou o Sesc RJ nas quartas de final. O treinador do time mineiro, Paulo Coco, fez uma análise da partida e pediu atenção para o poder de ataque do Sesi Vôlei Bauru.

“A expectativa para a Copa Brasil é que possamos jogar bem. Teremos um grande adversário na semifinal que é o Sesi Vôlei Bauru, o atual campeão paulista que está fazendo uma boa Superliga. Será um adversário difícil porque as equipes que chegam nessa fase são sempre favoritas a ganhar as competições. É um time com um poder de ataque muito forte com a Diouf e a Tifanny. A Fabíola está distribuindo muito bem o jogo com diferentes variações. É uma equipe difícil de ser marcada e vamos ter que focar mais no nosso jogo para termos um desempenho mais equilibrado”, disse Paulo Coco.

Pelo lado do Sesi Vôlei Bauru, o treinador Anderson destacou o equilíbrio na temporada entre os clubes brasileiros.

“Assim como já vem ocorrendo na Superliga Cimed 18/19, a expectativa é de muito equilíbrio na fase final da Copa Brasil. Apesar de algumas equipes terem feito melhores campanhas que outras, os jogos têm sido duríssimos para todos e temos visto times que ocupam posições inferiores imporem enormes dificuldades aos melhores classificados”, disse Anderson, que chamou atenção para a regularidade do Dentil/Praia Clube.

“É sempre complicado enfrentar o Dentil/Praia Clube, pois é um time com desempenho bastante regular, que erra muito pouco e tem atletas de altíssimo nível. Por isso, nosso foco será de manter a concentração alta em todos os fundamentos para conseguirmos equilibrar as ações ofensivas e defensivas e fazer nosso jogo fluir”, explicou Anderson.

Minas Tênis Clube x Osasco-Audax

Na segunda semifinal, teremos o confronto entre o Minas Tênis Clube, vice-campeão mundial de clubes nesta temporada, e o Osasco-Audax, atual campeão da Copa Brasil. O treinador do time mineiro, o italiano Stefano Lavarini, está confiante em um bom desempenho da equipe de Belo Horizonte (MG).

“Temos como expectativa enfrentar os melhores times da melhor maneira possível para ganharmos o título. Queremos mostrar o nosso melhor jogo, continuando o caminho de crescimento, buscando uma constância ainda maior do nosso ritmo de jogo”, afirmou Laravini.

No Osasco-Audax, o técnico Luizomar de Moura analisou a campanha no time de Osasco e falou da possibilidade de defesa do título.

“Estar na Copa Brasil foi um objetivo importante alcançado pelo Osasco-Audax. Nossa equipe saiu em sexto lugar na Superliga Cimed 18/19 e jogamos as quartas de final fora de casa. Tivemos uma grande vitória nessa fase e nos credenciamos para jogar a semifinal em Gramado. Estar novamente na Copa Brasil para defender o título é muito importante para o clube e a cidade de Osasco”, garantiu Luizomar de Moura, que ainda falou do momento atual do Osasco-Audax.

“O nosso time vem numa crescente na Superliga Cimed e vamos nos concentrar para apresentar o nosso melhor vôlei diante de um adversário muito forte. O Minas montou um grande elenco, mas vamos lutar para conquistar a vaga na final. Talvez o mais importante é que, hoje, a história é muito parecida com a do ano passado, quando ninguém apostava em Osasco e conquistamos o tricampeonato. Agora, pouca gente acreditava que passaríamos pelas quartas de final e que possamos vencer novamente. Mas vamos, unidos, lutar pelo tetra. Ser considerado o azarão pode ser uma ferramenta importante para ser usada a nosso favor”, explicou Luizomar de Moura.

Seminário Interdisciplinar agita Copa Brasil

Os treinadores das quatro equipes participantes da Copa Brasil participarão do Seminário Interdisciplinar de Voleibol, que acontecerá nos dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro no auditório do Hotel Serra Azul, em Gramado (RS).

A abertura do evento acontecerá às 14h30 desta quinta-feira (31.01) e caberá ao superintendente executivo da Confederação Brasileira de Voleibol, Renato D´Avila. Na sequência, às 15h, será a palestra do técnico do Osasco-Audax, Luizomar de Moura. Às 16h30 o treinador do Minas Tênis Clube, o italiano Stefano Lavarini, falará com o público local.

A programação seguirá na sexta-feira (01.02), às 13h, quando será a palestra do comandante do Dentil/Praia Clube (MG), Paulo Coco. Logo depois, às 14h30, o treinador Anderson, do Sesi Vôlei Bauru, apresentará suas ideias.

O seminário é voltado para estudantes e profissionais de Educação Física e treinadores de toda a região que poderão se inscrever através do número (54) 32866210 – SMEL (Secretária Municipal de Esportes e Lazer). O valor cobrado para todo o ciclo de palestras é de R$ 20. O auditório receberá até 420 pessoas.

Esta será a segunda edição do evento, que teve início na Supercopa, em outubro de 2017, quando cerca de 150 treinadores e profissionais de Educação Física de Fortaleza (CE) e região tiveram a oportunidade de adquirir conhecimento de alto nível através do I Seminário Interdisciplinar de Voleibol.

 Histórico da Copa Brasil

Esta é a sexta edição da Copa Brasil. As duas primeiras edições, em 2007 e 2008, tiveram o Rexona-Ades (RJ) e Finasa/Osasco (SP) como campeões, respectivamente. O torneio voltou a ser disputado em 2014, e esta será a quinta edição consecutiva. Na última edição, vitória do Vôlei Nestlé (SP) sobre o Dentil/Praia Clube (MG) (veja todos os campeões abaixo).

TODOS OS CAMPEÕES DA COPA BRASIL FEMININA:   

2007 - Rexona-Ades (RJ), em Brusque (SC)
2008 - Finasa/Osasco (SP), em Curitiba (PR)
2014 - Molico/Nestlé (SP), em Maringá (PR)
2015 - E.C Pinheiros (SP), em Cuiabá (MT)
2016 - Sesc-RJ, em Campinas (SP)
2017 - Sesc-RJ, em Campinas (SP)
2018 - Vôlei Nestlé, em Lages (SC)

COPA BRASIL FEMININA 2019

Quartas de final

22.01 (TERÇA-FEIRA) – Dentil/Praia Clube (MG) 3 x 1 Curitiba Vôlei (PR), às 19h30, no Praia Clube, em Uberlândia (MG) (20/25, 25/22, 25/18 e 25/15)

22.01 (TERÇA-FEIRA) – Minas Tênis Clube (MG) 3 x 1 Fluminense (RJ), às 20h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) (25/22, 25/17, 22/25 e 25/16)

22.01 (TERÇA-FEIRA) – Hinode Barueri (SP) 1 x 3 Osasco-Audax (SP), ás 19h30, no José Correa, em Barueri (SP) (25/19, 25/19, 25/21 e 25/20)

22.01 (TERÇA-FEIRA) – Sesi Vôlei Bauru (SP) 3 x 2 Sesc RJ, às 19h30, no Ginásio Municipal Neusa Galetti, em Marília (SP) (25/13, 16/25, 25/20, 20/25 e 15/13)

Semifinal

01.02 (SEXTA-FEIRA) – Dentil/Praia Clube x Sesi Vôlei Bauru, às 19h30, no Perinão, em Gramado (RS) – SPORTV 2

01.02 (SEXTA-FEIRA) – Minas Tênis Clube x Osasco-Audax, às 21h30, no Perinão, em Gramado (RS) – SPORTV 2

Final

02.02 (SÁBADO) – Vencedor do jogo 5 x Vencedor do jogo 6, às 21h30, no Perinão, em Gramado (RS) – SPORTV 2

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais