Ricardo leva ouro ao lado de Álvaro Filho em São Luís (MA) e quebra recorde

Publicado em: 27/01/2019 15:08
Álvaro Filho (esq) e Ricardo celebram conquista do primeiro lugar (Créditos: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Em São Luís (MA) – 27.01.2019

A dupla Ricardo/Álvaro Filho (BA/PB) conquistou na tarde deste domingo (27.01) o título da etapa de São Luís (MA) do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia 2018/2019. Na decisão disputada na arena montada na Lagoa da Jansen, vitória por 2 sets a 1 (21 /18, 17/21 e 17/19) sobre o campeão olímpico Bruno Schmidt (DF) e o atleta olímpico Pedro Solberg (RJ), que haviam vencido a parada anterior da temporada, em Campo Grande (MS).

Além do título, Ricardo ainda quebrou um recorde importante, tornando-se o atleta mais experiente a conquistar uma etapa do Circuito Brasileiro, com 44 anos. A medalha de bronze do torneio ficou com Guto/Saymon (RJ/MS), que superou Thiago/George (SC/PB) por 2 sets a 0 (21/13, 21/15), completando o pódio da etapa maranhense.

Os duelos aconteceram sob bastante sol e grande presença de público na arena. Neste domingo também ocorrem as disputas do torneio feminino, com final prevista para 19h (horário de Brasília). Após a conquista da medalha de ouro, Ricardo analisou o bom recomeço de parceria com Álvaro Filho e o alto nível do vôlei de praia brasileiro.

"Primeiro eu agradeço a todos os atletas que participam do Circuito por manterem o nível tão competitivo. Se hoje eu estou competindo é porque eles me obrigaram a me reinventar a cada temporada, para conseguir estar no mesmo patamar que eles. Já tive uma passagem com o Álvaro muito vitoriosa no passado, e poder retomar essa parceria e continuar obtendo grandes resultados, com um time competitivo, dá um ânimo maior para alcançarmos novas metas. A idade não influencia neste momento. A minha idade traz a experiência e ele tem a juventude para equilibrar esta equipe", analisou Ricardo.

O antigo recorde pertencia a um grande parceiro de Ricardo, o paranaense Emanuel, com quem foi campeão olímpico em 2004, nos Jogos de Atenas. Emanuel venceu uma etapa em 2014, em Salvador (BA), aos 41 anos de idade. Álvaro Filho também elogiou o parceiro e aproveitou para destacar o público maranhense, que compareceu em peso após os jogos de sábado terem sido adiados por conta das fortes chuvas.

“Ricardo é um grande campeão, dentro e principalmente fora de quadra, demonstra uma força interior que é motivo de inspiração. Só tenho a agradecer. E elogiar o público maranhense, que compareceu desde o primeiro dia, lotou as arquibancadas. No sábado os jogos não puderam ser realizados para que as quadras fossem recuperadas, e mesmo assim eles mantiveram a vibração, retornaram e fizeram uma grande festa”, disse Álvaro.

Este é o primeiro título de Circuito Brasileiro Open da dupla, que recebe uma premiação de R$ 45 mil. Eles haviam atuado juntos em 2013, mas apenas no Circuito Mundial, com parceiros diferentes na competição nacional. Naquele ano, conquistaram o vice-campeonato mundial. Individualmente, Ricardo chega ao 54º ouro na competição, enquanto Álvaro vence pela quinta vez. Ricardo também leva o bicampeonato em São Luís, já que venceu em 2014, última vez que a cidade havia recebido o torneio, ao lado de Márcio Araújo (CE).

Apesar da prata, Pedro Solberg e Bruno Schmidt assumem a liderança do ranking geral, que soma a pontuação de todas as etapas. Eles lideram agora com 1.120 pontos, contra 1.080 de Eduardo Davi/Adrielson (PR). Ricardo e Álvaro Filho têm 920 pontos.

As disputas das semifinais aconteceram também neste domingo (27.01), no início da manhã, quando Pedro Solberg/Bruno Schmidt (RJ/DF) superou Guto/Saymon (RJ/MS) por 2 sets a 0 (21/16, 21/17). Na outra semifinal, vitória de Ricardo/Álvaro Filho (BA/PB) sobre Thiago/George (SC/PB) por 2 sets a 1 (21/16, 16/21, 15/10).

O Jogo
As duplas começaram mantendo a virada de bola, com Ricardo sendo alvo dos saques de um lado, e Bruno Schmidt, de outro. Na parada técnica, a vantagem mínima era da dupla Pedro Solberg/Bruno, que vencia por 11 a 10. Em alguns erros de ataque de Ricardo e Álvaro, os campeões brasileiros da temporada 12/13 abriram 15 a 12. Pedro Solberg/Bruno manteve a liderança e encaminhou o triunfo, mas teve dois set points salvos. Após pedido de tempo, porém, confirmou a vitória em ataque de Pedro Solberg: 21 a 18.

A segunda parcial começou com mais volume de jogo e Ricardo/Álvaro abrindo vantagem de 8 a 6 no placar. Logo depois, bloqueios seguidos de Ricardo e 10/7 na liderança. Pedro Solberg entrou em ação com bons bloqueios, virando o placar para 11 a 10 na parada técnica.

Os times aumentaram os erros no ataque, fazendo com que a liderança no placar mudasse constantemente de lado. Na reta final do set, Ricardo e Álvaro mantiveram maior regularidade e conseguiram fechar o set com um belo bloqueio de Ricardo e ataque para fora de Bruno Schmidt, anotando 21 a 17 e levando o jogo para o tie-break.

O set de desempate começou com Ricardo e Álvaro abrindo 4 a 2. O duelo ficou mais disputado quando Pedro apareceu com ótimos bloqueios e ataques, anotando a virada para 7 a 6. Ricardo e Álvaro recuperaram a liderança com bloqueio do campeão olímpico e ataque na rede de Pedro: 9 a 8. Ricardo e Álvaro venceram lindo rally e chegaram a abrir 12 a 10, quando Bruno Schmidt pediu tempo médico por conta do forte calor.

O jogo ficou muito disputado, com os times trocando pontos na vantagem mínima. Bruno Schmidt e Álvaro Filho eram os atletas que recebiam a maior parte dos saques na reta final, sendo testados até o erro. E foi um ataque para fora do campeão olímpico Bruno que deu números finais ao placar, com Ricardo e Álvaro Filho anotando 19 a 17 no tie-break, e o duelo  final por 2 sets a 1.

Na primeira etapa da temporada, disputada em setembro de 2018, em Palmas (TO), Hevaldo/Arthur Lanci (CE/PR) e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) ficaram com a medalha de ouro. Já na segunda parada, disputada no mês de outubro, em Vila Velha (ES), títulos para Guto/Saymon (RJ/MS) e Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ). Em Campo Grande (MS), em novembro, ouro de Pedro Solberg/Bruno Schmidt (RJ/DF) e Ágatha/Duda (PR/SE).

Após São Luís (MA), outras três etapas da temporada 18/19 serão realizadas. Fortaleza (CE) será palco das disputas em fevereiro, de 20 a 24 de fevereiro. Natal (RN) sediará a sexta etapa, de 20 a 24 de março, enquanto João Pessoa (PB) fecha o circuito, de 9 a 14 de abril. Já o Superpraia será em Brasília (DF), reunindo as melhores duplas, em agosto.

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. A competição distribui R$ 45 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos quase R$ 500 mil por etapa.

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO DIA
http://2018.cbv.com.br/galeria/2114/sao-luis-ma---27.01.2019---circuito-brasileiro-open-torneio-masculino

VEJA OS RESULTADOS DO DIA
http://www.aplicativoscbv.com.br/circuitobb/tabopen/tabelatodas.asp?site=38&sexo=m

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais