Fiat/Minas fecha a lista de classificados para a semifinal da Copa Brasil

Publicado em: 16/01/2019 21:39
Fiat/Minas venceu no Rio de Janeiro, casa do adversário (Créditos: Luciano Belford)

O Fiat/Minas (MG) venceu o Sesc RJ nesta quarta-feira (16.01) e garantiu a última vaga na semifinal da Copa Brasil masculina de vôlei 2019. A equipe mineira jogou fora de casa, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ), levou a melhor sobre o time mineiro por 3 sets a 2 (20/25, 25/22, 22/25, 25/18 e 15/11) e estará junto com Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), EMS Taubaté Funvic (SP) e Sada Cruzeiro (MG) em Lages (SC) para a disputa da Fase Final.

O cruzamento no dia 26 deste mês, pela semifinal será, então, entre Fiat/Minas e EMS Taubaté Funvic, que se enfrentarão às 19h, e entre Sada Cruzeiro e Copel Telecom Maringá Vôlei, que irão duelrs às 21h. Os vencedores se enfrentarão na grande decisão, no dia 27, às 19h30 – todos os jogos acontecerão no ginásio Jonas Minosso e serão transmitidos pelo SporTV 2.

Nesta noite, a equipe mineira contou grande atuação para passar pelo Sesc RJ. O oposto Felipe Roque, que entrou durante a partida, foi o maior pontuador do seu time, com 25 acertos. O oposto do time carioca, Wallace, no entanto, foi quem mais pontuou na partida, com o total de 28.

Satisfeito com a vitória, o técnico Nery Tambeiro destacou as ausências sentidas nos dois times – Sesc RJ na partida de hoje e a sua equipe ao longo do primeiro turno da Superliga Cimed.

“O Giovane pediu dois ponteiros que seriam titulares e isso faz falta a qualquer equipe. Nós também tivemos muitos problemas no início da temporada. O Matheus se machucou ainda com a seleção B, na Copa Pan-Americana, e quase não conseguiu jogar o primeiro turno. E o nosso time precisa de um sistema defensivo forte e o Matheus está evoluindo nisso”, analisou Nery.

O treinador do Fiat/Minas ainda fez questão de elogiar o grupo de jovens atletas que dirige. “A nossa equipe está crescendo. Temos um time de jovens, que estão jogando bem, crescendo e vamos até onde pudermos. Acreditamos que temos um grupo para fazer um bom papel e é para isso que estamos lutando”, complementou o comandante.

No Sesc RJ, o experiente central Maurício Souza avaliou o resultado e deixou claro que o foco já tem que voltar para o prosseguimento da Superliga Cimed 18/19.

“Não foi o resultado que queríamos. O objetivo era a vitória, a vaga na semifinal, mas não conseguimos. É muito ruim perder um jogo assim, ainda mais em casa, mas deixamos o nosso máximo em quadra e não podemos tirar os méritos do Fiat/Minas. Copa Brasil agora é página virada, precisamos focar na Superliga Cimed porque sábado temos mais um jogo difícil, fora de casa e, mais do que nunca, temos que ganhar”, afirmou Maurício.

O JOGO

A partida começou equilibrada. Com dois bloqueios seguidos, com Japa e Maurício Souza, o Sesc RJ fez 5/2 e Nery Tambeiro pediu tempo. Com ponto de saque de Maurício Souza, o placar foi a 8/4. No bloqueio de Bob, o Fiat/Minas fez 7/9. Flávio bloqueou e o time mineiro encostou: 10/11. No erro do Sesc RJ, 11/11. A parcial seguiu equilibrada, com o time da casa a frente em um ponto (16/15). No bloqueio de Felipe Roque, o Fiat/Minas empatou em 18/18. Com mais um ponto de bloqueio, o Sesc RJ abriu vantagem (23/19). No final, com Wallace, 25/20.

O Fiat/Minas começou embalado no segundo set e no ace de Matheus chegou a 4/2. Quando o placar ainda foi a 5/2, Giovane Gávio pediu tempo. Com Wallace, o Sesc RJ encostou no marcador em 6/7. Na bola de segunda de Thiaguinho, o Sesc RJ virou o placar e fez 11/10. O time visitante buscou, encostou em 16/17 e o Sesc RJ pediu tempo. No erro do adversário, o placar ficou igual em 17 pontos.  Com dois bloqueios seguidos de Felipe Roque, o Fiat/Minas chegou a 21/18. Em grande passagem de Bob pelo saque, o time mineiro marcou 23/18.  No final, vitória do Fiat/Minas por 25/22.

Com Maurício Souza, em um ataque rápido pelo meio de rede, o Sesc RJ marcou 6/4. No ace de Felipe Roque, o Fiat/Minas chegou a 9/10. Os donos da casa abriram três de vantagem em 13/10. No bloqueio, o time carioca aumentou a vantagem para 15/11. Depois de bom saque de Flávio, Matheus bloqueou e a equipe mineira marcou 13/15. Quando o time adversário, marcou 16/18 e Giovane pediu tempo. O Fiat/Minas ainda encostou em 19/20. O Sesc RJ abriu dois (22/20) e, no ace de Flávio, 22/22. O time carioca, no entanto, reagiu e fechou em 25/22.

No ponto de saque de Felipe Roque, o Fiat/Minas marcou 3/2 logo no começo do quarto set. o set esteve igual em 7/7. No erro do adversário, a equipe visitante abriu dois de vantagem (9/7), forçando Giovane a pedir tempo. Na volta, ainda em boa passagem de Honorato pelo saque, dois bloqueios de Matheus e o placar foi a 11/7. A vantagem minas-tenista foi a cinco pontos em 14/9. No erro de saque do adversário, o Sesc RJ fez 12/16. Quando o placar chegou a 18/12, Giovane pediu tempo. Com Leandro Aracaju, o time da casa marcou 16/21. O Fiat/Minas fechou em 25/18.

O set decisivo começou com Wallace pontuando. O tie break ganhou ainda mais em emoção, seguiu bem disputado e esteve igual em 3/3. No bloqueio simples de Matheus, o Fiat/Minas chegou a 5/4. Na troca de lado da quadra, o time visitante tinha dois de vantagem: 8/6. No erro do adversário, 9/6. Com Flávio, o Fiat/Minas chegou a 12/9. No bloqueio simples de Honorato, 13/9. E o Fiart/Minas fechou em 15/11.

EQUIPES

SESC RJ – Thiaguinho, Wallace, Maurício Souza, Tiago Barth, Djalma e Japa Líbero – Tiago Brendle

Entraram – PV, Everaldo, Leandro Aracaju, Rammé, Juninho

Técnico: Giovane Gávio

FIAT/MINAS: Marlon, Davy, Matheus, Flávio, Honorato e Bob. Líbero – Rogerinho

Entraram – Piá, Felipe Roque

Técnico: Nery Tambeiro

TODOS OS CAMPEÕES DA COPA BRASIL MASCULINA: 

2007 - Cimed EC (SC), em Joinville (SC)

2014 - Sada Cruzeiro (MG), em Maringá (PR)

2015 - EMS Taubaté Funvic (SP), em Campinas (SP)

2016 - Sada Cruzeiro (MG), em Campinas (SP)

2017 - EMS Taubaté Funvic (SP), em Campinas (SP)

2018 - Sada Cruzeiro (MG), em São Paulo (SP)

TABELA

Fase classificatória

Jogo 1 – 10.01 (QUINTA-FEIRA) – Sesi-SP 2 x 3 Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 19h, no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) (25/19, 24/26, 25/22, 22/25 e 19/21)

Jogo 2 – 10.01 (QUINTA-FEIRA) – EMS Taubaté Funvic (SP) 3 x 1 Vôlei Renata (SP), às 20h, no ginásio Abaeté, em Taubaté (SP) (25/22, 22/25, 25/21 e 25/16)

Jogo 3 – 16.01 (QUARTA-FEIRA) – Sesc RJ x Fiat/Minas (MG), às 20h, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) (25/20, 22/25, 25/22, 18/25 e 11/15)

Jogo 4 – 15.01 (TERÇA-FEIRA) – Sada Cruzeiro (MG) 3 x 1 Vôlei UM Itapetininga (SP), às 20h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG) (27/25, 25/21, 24/26 e 25/14)

Semifinais

Jogo 5 – 26.01 (SÁBADO) – Fiat/Minas (MG) X EMS Taubaté Funvic (SP) - às 19h, no Ginásio Jones Minosso, em Lages (SC) – SPORTV

Jogo 6 – 26.01 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro (MG) X Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) - às 21h, no Ginásio Jones Minosso, em Lages (SC) – SPORTV

Final

Jogo 7 – 27.01 (DOMINGO) – Vencedor do jogo 5 x Vencedor do jogo 6 – às 19h30, no Ginásio Jones Minosso, em Lages (SC) – SPORTV

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais