Elize Maia/Maria Clara e Josi/Lili vão às oitavas de final na etapa da Suíça

Publicado em: 11/05/2018 13:30
Josi em cena rara, tentando bloqueio em etapa na Suíça (Créditos: Divulgação/FIVB)

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 11.05.2018

O Brasil avançou com duas duplas às oitavas de final do torneio feminino pela etapa de Lucerna, na Suíça. A competição nível três estrelas é válida pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2018 e o país contou nesta sexta-feira (11.05) com vitórias de Elize Maia/Maria Clara (ES/RJ) e Josi/Lili (SC/ES), que saíram em primeiro nos seus respectivos grupos.

Nas oitavas, neste sábado (12.05), Elize Maia e Maria Clara jogam contra as australianas Mariafe Artacho e Taliqua Clancy, ainda sem horário divulgado. Josi e Lili encaram as italianas Marta Menegatti e Laura Giombini no mesmo dia. As partidas das quartas de final e semifinal também serão no mesmo dia, com as disputas de medalha reservadas para domingo.

Lili e Josi avançaram em primeiro no grupo A ao vencerem nesta sexta-feira as australianas Clancy e Artacho por 2 sets a 1 (21/14, 19/21, 13/15), em 48 minutos de duração. Lili analisou a partida e a preparação para encarar a dupla italiana na próxima rodada do torneio.

“As australianas são as primeiras do ranking aqui neste torneio, então sabíamos que seria um jogo duro. Não começamos bem no primeiro set, não jogamos nosso melhor, no segundo set passamos a imprimir nosso ritmo. Parecia outro jogo. E no tie-break os dois times jogaram bem, foi ponto a ponto, tanto que acabou em 15 a 13. Uma partida bonita de assistir. Estamos felizes por essa vitória e por passarmos em primeiro na chave. Agora vamos nos preparar para a partida das oitavas de final estudando as próximas adversárias”, destacou.

No grupo G, Elize Maia e Maria Clara superaram as norte-americanas Lane Carico e Lara Dykstra por 2 sets a 0 (21/18, 21/13), em 32 minutos, avançando em primeiro, direto às oitavas de final da competição. Maria Clara analisou o crescimento do time recém-formado.

“Temos um longo caminho pela frente, estamos só começando como time. É nosso terceiro torneio juntas e a cada jogo nos sentimos um pouco mais preparada, mais capazes de ajudar uma a outra e buscar resultados melhores. Jogamos bem na chave e conseguimos impor um ritmo forte e estar na frente o tempo todo. Foi muito legal, mas queremos muito  mais dessa etapa. Vamos pensando a cada jogo e agora é olhar para frente,  pois temos um cruzamento a dupla australiana. Vamos com tudo”, disse a defensora carioca.

Juliana e Andressa (CE/PB) acabaram dando adeus ao torneio na fase de repescagem. Elas foram superadas na chave pelas holandesas Joy Stubbe e Marleen Van Iersel, por 2 sets a 0 (21/18, 21/18), em 36 minutos. Horas mais tarde, pela repescagem, acabaram derrotadas pelas norte-americanas Emily Day e Flint por 2 sets a 1 (21/18, 16/21, 15/7), em 45 minutos.

Lucerna recebe um evento do Circuito Mundial pela terceira vez, tendo recebido uma etapa em 2015, além do Mundial Sub-21 em 2016, quando o Brasil conquistou o ouro com Duda/Ana Patrícia (SE/MG) e George/Arthur Lanci (PB/PR). Ao todo porém, o país já sediou mais de 30 etapas do tour internacional de vôlei de praia em cidades como Gstaad, Jona e Lausana.

O torneio na Suíça é do nível três estrelas e rende aos times campeões 600 pontos no ranking geral, além de uma premiação de cerca de R$ 34 mil. Ao todo são distribuídos cerca de R$ 250 mil para as duplas que disputam a competição. Até agora o Brasil soma sete medalhas no Circuito, sendo duas de ouro, quatro pratas e um bronze.

VEJA TODOS OS RESULTADOS DO DIA
http://worldtour.2018.fivb.com/en/wluc2018/women/results/maindraw

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais