CBV - Sesi-SP faz 3 jogos a 0 e é o primeiro finalista Confederação Brasileira de Voleibol 

Sesi-SP faz 3 jogos a 0 e é o primeiro finalista

Publicado em: 14/04/2018 18:46
Sesi-SP venceu o Sesc RJ por 3 sets a 0 (Créditos: Marcos de Paula )

O terceiro jogo poderia ser decisivo para o Sesi-SP. E foi. Na tarde deste sábado (14.04), o time da Vila Leopoldina, em São Paulo (SP), esteve na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro (RJ), e, mesmo na casa do adversário, venceu o Sesc RJ por 3 sets a 0 (25/22, 25/23 e 25/23). O resultado positivo classificou o time dirigido pelo técnico Rubinho à grande final da Superliga Cimed masculina de vôlei 2017/2018 ao vencer os três primeiros jogos da série melhor de cinco.

Agora, o Sesi-SP espera para conhecer seu adversário na busca pelo título. Na outra série, o EMS Taubaté Funvic (SP) vence o Sada Cruzeiro por 2 jogos a 1. O quarto duelo entre as equipes será na próxima terça-feira (17.04), às 19h, no ginásio Abaeté, em Taubaté (SP), com transmissão ao vivo do SporTV.

Nesta tarde, o central Gustavão recebeu o maior número de votos no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e foi eleito o melhor jogador da partida. Já com o Troféu VivaVôlei Cimed em mãos, o jogador falou sobre o resultado e a consequente classificação.

“Conseguimos essa vaga com muito suor e muito trabalho. Foi assim o ano inteiro, trabalhando muito duro e árduo e fizemos tudo para estar nessa final. Jogamos na casa do adversário, a torcida do Sesc RJ fez o seu papel, mas conseguimos lidar com essa situação e o mais importante agora é que estamos na final”, disse o melhor do jogo, Gustavão.

Outro destaque ficou por conta do oposto do Sesc RJ, PV, maior pontuador da partida, com 17 acertos (12 de ataque, três de bloqueio e dois de saque). Pelo Sesi-SP, destaque para os centrais. Lucão e Gustavão foram os maiores pontuadores, com 10 cada um.

Um dos principais nomes do primeiro finalista da Superliga Cimed masculina 17/18, Murilo se emocionou com a classificação e falou sobre a chance que ganhou se prosseguir com sua vitoriosa carreira ao mudar de posição, passando de ponteiro a líbero.

“Para mim é uma felicidade estar jogando. Foram muitos problemas, lesões que venho tendo há um bom tempo e estava preocupado com o meu futuro dentro de quadra. Essa possibilidade de jogar de líbero me deu um ânimo muito grande e ainda vem essa chance de voltar a uma final. O Sesi-SP foi campeão na temporada 10/11 e o nosso time chega muito forte. Fizemos uma série muito forte nessa semifinal e é esse espírito que demonstramos em quadra hoje que queremos levar para a final”, disse Murilo, que estava em quadra no último título.

O JOGO

As equipes tiveram um início de jogo bastante equilibrado, com o Sesc RJ tendo um de vantagem em 4/3. Maurício Borges marcou 6/5 para o time carioca. Alan deixou tudo igual: 8/8. O placar esteve igual novamente em 11/11. No bloqueio de Gustavão, o Sesi-SP marcou 13/12. Com Lucão, o time de São Paulo abriu dois de vantagem (15/13) e, no erro do adversário, marcou 16/13. Maurício Souza colocou o Sesc RJ encostado no marcador: 16/17. O Sesi-SP voltou a ter dois de vantagem em 19/17. Quando o adversário chegou a 22/19, Giovane pediu tempo. Depois de bom saque de Maurício Borges, o Sesc RJ fez 21/23, e Rubinho pediu tempo. No final, vitória do Sesi-SP por 25/22.

O Sesi-SP começou melhor no segundo set e, com bloqueio de Lucão, abriu 2/0. Com dois pontos de saque seguidos de Alan, o time paulista abriu 5/1. O Sesc RJ reagiu e em boa passagem de PV pelo saque chegou ao ponto de empate em 5/5. Rubinho pediu tempo. O time da casa virou o jogo e marcou 8/7. Nos bloqueios de Tiago Barth e PV, o Sesc RJ abriu vantagem de 13/9. O Sesi-SP marcou dois pontos seguidos, fez 11/13, e Giovane pediu tempo. O time visitante chegou ao ponto de empate em 13/13. Com Lucão, o Sesi-SP fez 16/14 e Giovane parou o jogo. O placar ainda foi a 17/14. O Sesc RJ reagiu e deixou tudo igual (17/17). O Sesi-SP fez 20/19 e seguiu com um de vantagem em 22/21. Douglas marcou 24/22. No final, vitória do Sesi-SP por 25/23.

O terceiro set começou melhor para o time visitante, mas, no bloqueio simples de Japa e no ponto de contra-ataque de PV, o Sesc RJ virou e fez 4/3. O Sesi-SP buscou e, com Lipe, marcou 7/5. Quando o placar foi a 8/5, Giovane pediu tempo. A diferença se manteve em três em 9/6. Lucão marcou 11/8. No ponto de saque de PV, o Sesc RJ encostou no marcador: 10/11. No bloqueio de Everaldo, o time da casa empatou em 12/12 e empolgou a torcida. No bloqueio, o grupo carioca fez 14/13. A vantagem paulista esteve em dois em 17/15. Lucão fez 20/17 para o Sesi-SP. Japa colocou o Sesc RJ encostado no placar em 19/20. Rubinho pediu tempo. No bloqueio de Everaldo, o time da casa chegou ao empate: 21/21. O Sesi-SP fez 23/21 e Giovane pediu tempo.

EQUIPES

SESC RJ – Thiaguinho, PV, Tiago Barth, Maurício Souza, João Rafael e Maurício Borges. Líbero – Tiago Brendle

Entraram – Renan, Everaldo, Japa, Renatão

Técnico: Giovane Gávio

SESI-SP – William, Alan, Gustavão, Lucão, Lipe e Douglas Souza. Líbero – Murilo

Entraram – Franco, Evandro, Piá

Técnico: Rubinho

SUPERLIGA CIMED MASCULINA 2017/2018

Semifinal

Primeira rodada

07.04 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro (MG) 1 x 3 EMS Taubaté Funvic (SP), às 17h, no ginásio  do Riacho, em Contagem (MG) (25/23, 22/25, 17/25 e 27/29)

 07.04 (SÁBADO) – Sesi-SP 3 x 2 Sesc RJ, às 21h30, no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) (25/20, 30/32, 22/25, 25/19 e 15/11)

Segunda rodada

10.04 (TERÇA-FEIRA) – EMS Taubaté Funvic (SP) 3 x 0 Sada Cruzeiro (MG), às 19h, no Abaeté, em Taubaté (SP) (25/21, 25/22 e 25/23)

10.04 (TERÇA-FEIRA) – Sesc RJ 0 x 3 Sesi-SP, às 21h30, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) (27/29, 22/25 e 24/26)

Terceira rodada

13.04 (SEXTA-FEIRA) – Sada Cruzeiro (MG) 3 x 0 EMS Taubaté Funvic (SP), às 21h30, no Riacho, em Contagem (MG) (25/20, 25/19 e 25/17)

14.04 (SÁBADO) – Sesc RJ 0 x 3 Sesi-SP, às 15h, na Arena Carioca I, no Rio de Janeiro (RJ) (22/25, 23/25 e 23/25)

Quarta rodada (se necessário)

17.04 (TERÇA-FEIRA) – EMS Taubaté Funvic (SP) x Sada Cruzeiro (MG), às 19h, no Abaeté, em Taubaté (SP) – SPORTV

Quinta rodada (se necessário)

20.04 (SEXTA-FEIRA) – Sada Cruzeiro (MG) x EMS Taubaté Funvic (SP), às 21h30, no Riacho, em Contagem (MG) – SPORTV

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais