Brasil larga com seis duplas invictas na etapa de Santa Cruz Cabrália

Publicado em: 09/03/2018 19:19
Josi e Lili largaram com duas vitórias importantes na Bahia (Créditos: Divulgação)

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 09.03.2018

O Brasil começou com bem a etapa de Santa Cruz Cabrália (BA), a quinta da temporada 2018 do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia. Foram 32 jogos pela fase de grupos nesta sexta-feira (09.03), com seis times brasileiros invictos e garantidos na fase eliminatória. A competição segue neste sábado (10.03), com o final da fase de grupos e quartas de final.

No naipe feminino, Josi/Lili (SC/ES), Juliana/Andressa (CE/PB) e Victoria/Tainá (MS/SE) venceram os dois jogos do dia e já estão na fase eliminatória. Já Vitoria e Ingridh (RJ/PR) tiveram um triunfo e uma derrota, mas seguem com chances de avançar.

Josi e Lili venceram justamente Vitoria e Ingridh na estreia, por 2 sets a 0 (21/13, 21/16). Na partida seguinte, triunfo por 2 sets a 0 (21/17, 21/17) sobre as venezuelanas Gabi e Agudo. Lili analisou o bom começo na competição e a presença da torcida.

“O primeiro jogo, como acontece com frequência em estreias, foi mais estudado, fazendo um reconhecimento do vento, da areia. Está ventando bastante e encaramos brasileiras, meninas que conhecemos bem, mas conseguimos atuar bem para vencer. Na segunda partida as venezuelanas jogaram bem, mas conseguimos controlar a partida, fizemos um jogo bonito e contamos com a torcida”, disse Lili, que completou.

“Foi um bom começo. A torcida está com uma energia e receptividade muito legais, encheram a arena. Esperamos jogar bem novamente neste sábado, sempre juntas, mas pensando passo a passo, jogo a jogo. Queremos crescer na competição e conseguir um bom resultado”. A capixaba encara neste sábado, pela fase de grupos, as equatorianas Mishelle/Ariana.

Juliana e Andressa também largaram bem, vencendo as argentinas Gallay e Pereyra por 2 sets a 0 (21/14, 21/13), e, na sequência, as uruguaias Fortunati e Bausero, também em sets diretos: (21/15, 21/10). Elas já estão garantidas em primeiro no grupo e apenas cumprem tabela neste sábado contra as paraguaias Pati e Filipo.

Victoria e Tainá superaram na estreia as peruanas Calle/Serna  por 2 sets a 0 (21/9, 21/12), e na segunda rodada triunfaram por W.O. contra as brasileiras Fabrine e Pitty. Elas decidem o primeiro lugar da chave neste sábado, contra as paraguaias Michelle e Erika.

Por fim, Vitoria e Ingridh ainda seguem com chance e, após terem perdido para Josi e Lili, venceram no segundo jogo as equatorianas Mishelle e Ariana por 21/16, 21/11. Elas decidem a vaga contra as venezuelanas Agudo e Gabi neste sábado.

No naipe masculino, bom começo dos brasileiros. Vitor Felipe/Guto e Fernandão/Ramon Gomes no grupo A. Ambos largaram com duas vitórias, contra os peruanos Jorge/Japon e os brasileiros Gabriel Pisco e Lucas Sampaio. Empatados em pontos, os dois times se enfrentam neste sábado valendo a liderança da chave. O defensor Guto analisou o duelo.

“Será um jogo muito duro pela liderança da chave, nunca é fácil encarar duplas brasileiras. Nos enfrentamos duas vezes nesta temporada, pelo Circuito Brasileiro, e foram jogos complicados. Os times se conhecem muito bem. Vamos buscar seguir a parte tática. O estrutura está bacana e a cultura local é muito interessante. Queremos ir longe", disse Guto.

Bom início também para Thiago e Marcus Borlini no grupo D. Eles largaram com vitórias por 2 sets a 0 (23/21, 21/17) sobre os compatriotas Jô/Léo Vieira e posteriormente por 2 sets a 1 (21/13, 13/21, 16/14) sobre os venezuelanos Peter e Tigrito, campeões da última etapa. Eles enfrentam neste sábado os uruguaios Cairus e Acosta para saírem em primeiro na chave.

Ricardo e Oscar tiveram um triunfo e um revés no primeiro dia. Venceram os equatorianos Marcos e Quiñones por 2 sets a 0 (21/9, 21/17), mas acabaram superados pelos argentinos Azaad e Capogrosso em uma partida incrível com parciais de 26/24, 28/26. A dupla segue com grandes chances de avançar e encara neste sábado os também argentinos Zelayeta e Amieva.

Já Jô/Léo Viera e Gabriel Pisco/Lucas Sampaio não possuem mais chances de avançar na competição e apenas cumprem tabela neste sábado, contra os venezuelanos Peter/Tigrito e os peruanos Jorge/Japon, respectivamente.

Ao todo são seis etapas do Circuito Sul-Americano para os dois naipes, e dois torneios ‘Finals’ contando apenas com um naipe cada. O calendário completo pode ser acessado no site oficial da Confederação Sul-Americana de Voleibol (CSV), em http://voleysur.org/v2/calendario/calendario.asp.

O ranking geral do Circuito Sul-Americano é feito apenas para os países, contando a pontuação da dupla mais bem colocada das nações em cada parada, mesmo que um país tenha mais de uma dupla no pódio. Os campeões de cada torneio somam 200 pontos, o vice, 180, o terceiro colocado, 160, reduzindo 20 pontos em cada posição seguinte.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais