Santa Cruz Cabrália (BA) recebe etapa pela primeira vez na história

Publicado em: 08/03/2018 14:36
Disputa acontecerá de sexta-feira até domingo, em Santa Cruz Cabrália (Créditos: Divulgação/CBV)

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 08.03.2018

O Brasil será sede de mais uma etapa do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia 2018. E em um palco inédito, com um visual paradisíaco e torcida ansiosa para acompanhar de perto vários jogos de alto nível. Santa Cruz Cabrália (BA) recebe a competição pela primeira vez, de sexta-feira (09.03) a domingo (11.03), com expectativa de pódios brasileiros.

Esta é a quinta etapa da temporada 2018 e a segunda realizada no Brasil. A primeira aconteceu em janeiro, em Nova Viçosa, também na Bahia. O torneio terá 16 duplas em cada naipe, divididas em quatro grupos com quatro. Os dois primeiros de cada chave avançam às quartas de final e dai em diante a competição segue em fase eliminatória. Além do Brasil, estarão presentes duplas da Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

Serão sete duplas brasileiras no naipe masculino, inclusive com a presença do campeão dos Jogos Olímpicos de Atenas-2004, Ricardo, que jogará em casa, em parceria provisória com o carioca Oscar. Os outros times serão Vitor Felipe/Guto (PB/RJ), Fernandão/Ramon (ES/RJ), Jô/Léo Vieira (PB/DF), Thiago/Borlini (SC/ES), Anderson Melo/Fábio Bastos (RJ/CE) e Lucas Sampaio/Gabriel Pisco (DF/RJ).

Apesar de ser um atleta experiente, Oscar admitiu a felicidade em poder atuar ao lado de um dos maiores nomes da modalidade e defender as cores do país em um torneio internacional.

“Fiquei muito feliz em receber o convite do Ricardo, tenho uma admiração muito grande por ele, nunca escondi isso. Quando contei ao meu treinador sobre a oportunidade, a primeira coisa que meu treinador falou foi ‘escute mais e fale menos’. É uma experiência única onde terei muito para aprender. Sou um atleta de 32 anos, experiente, mas ao lado dele sempre existe algum ensinamento. Tomara que possamos nos divertir, jogar bem e representar o Brasil da melhor maneira, que sempre será o principal”, disse Oscar.

O naipe feminino contará com cinco duplas brasileiras: Josi/Lili (SC/ES), Tainá/Victoria (SE/MS), Juliana/Andressa (CE), Vitoria/Ingridh (RJ/PR) e um quinto que será confirmado no congresso técnico, na noite desta quinta. Dona de duas medalhas neste Sul-Americano (ouro e prata), Victoria comentou a expectativa para o torneio.

“A expectativa para a etapa é das melhores, estamos bastante confiantes após a final da etapa do Circuito Brasileiro em João Pessoa e as duas medalhas que conquistamos no Sul-Americano. Vamos com o objetivo de buscar uma final, respeitando as adversárias, mas muito focadas. Além disso são pontos importantes para que no futuro possamos jogar etapas do Circuito Mundial. Estamos bastante focadas e esperamos um bom resultado”.

O Brasil na liderança isolada do ranking geral feminino. Nas quatro etapas disputadas até agora, quatro ouros do país entre as mulheres, totalizando 800 pontos. O Paraguai aparece na segunda posição, com 600. Entre os homens, liderança da Argentina, que soma 700 pontos. O Brasil, que conquistou até agora um ouro e uma prata e um bronze, está em segundo lugar, com 660.

Ao todo são seis etapas do Circuito Sul-Americano para os dois naipes, e dois torneios ‘Finals’ contando apenas com um naipe cada. O calendário completo pode ser acessado no site oficial da Confederação Sul-Americana de Voleibol (CSV), em http://voleysur.org/v2/calendario/calendario.asp.

O ranking geral do Circuito Sul-Americano é feito apenas para os países, contando a pontuação da dupla mais bem colocada das nações em cada parada, mesmo que um país tenha mais de uma dupla no pódio. Os campeões de cada torneio somam 200 pontos, o vice, 180, o terceiro colocado, 160, reduzindo 20 pontos em cada posição seguinte.

CIRCUITO SUL-AMERICANO 2018

1ª etapa - Nova Viçosa (Brasil)
Feminino
Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) - ouro
Tainá/Victoria (SE/MS) - prata
Josi/Lili - bronze

Masculino
Fernandão/Ramon Gomes - prata

2ª etapa - Rosário (Argentina)
Feminino
Tainá/Victoria (SE/MS) - ouro

Masculino
Álvaro Filho/Saymon (PB/MS) - ouro

3ª etapa - Coquimbo (Chile)
Feminino
Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) - ouro

4ª etapa - Lima (Peru)
Feminino
Val/Ângela (SE/MS) - ouro
Hegê/Talita (CE) - bronze

Masculino
Hevaldo/ArthurLanci (CE/PR) - bronze

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

 


Parceiros Oficiais